Greve poderá ser decretada, caso o Governo do Estado não desista do processo de estadualização/ privatização

O Sindicato ratificou que é contra a estadualização e que espera até a Assembleia Geral Extraordinária uma nota do Governo do Estado desistindo do processo


Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *